segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A prática do Tui Shou (Puh Hands)


video
 Prof. Sidclei e Instrutor Maurício fazendo uma pequena demostração de Tui Shou na Tloresta da Tijuca RJ no Dia Mundial do Tai Chi Chuan em abril de 2011

Praticado entre duas pessoas, enquanto um dos praticantes ataca, o outro defende. Quando um é Yang, o outro é Yin, prontos para transformarem-se no inverso através de movimentos circulares. 

No caso do Tai Chi Chuan, por exemplo, a Forma desenvolve a parte física e mental, e neste ponto, o Tui Shou nos dá a capacidade de ceder, tanto física quanto mentalmente. O objetivo deste treinamento é desenvolver a capacidade de colar e ceder, que só é conseguida através da ampliação da sensibilidade. A pessoa que cede ao estar sob aplicação de uma força, pode fazer uso desta contra quem aplicou. Esta é a máxima das artes marciais - usar a força do adversário contra ele mesmo.


Aspectos a serem observados na prática do Tui Shou

Para realmente se conseguir desenvolver a técnica do Tui Shou, alguns itens devem ser observados:

 Relaxar - Ao se relaxar o corpo, consegue-se liberar o CHi, e efetuar os movimentos corretamente, e continuamente.

Aparar - É provocar o contato com a outra pessoa. Uma vez que tenha sido feito o contato com o movimento do adversário, deve-se fazer o próximo passo, que é o colar.  

Colar - Colar nada mais é do que permanecer junto, em contato. Através deste toque, a sensibilidade é ativada para perceber a intensidade e direção do movimento do adversário. Para isto, o treinamento inicial do Tui Shou deve ser feito em baixa velocidade, caso contrário a sensibilidade não fica aguçada. Mais tarde, com o desenvolvimento correto de todos os itens, é que o praticante poderá treinar em maior velocidade, podendo inclusive iniciar o San Shou (técnica livre de mãos). 

Desviar - Todo o movimento deve ser iniciado pelo quadril. Sob ação de uma força, utiliza-se um movimento de quadril, que conduz o resto do corpo a fazer um movimento circular, causando assim o desvio da ação externa sem sofrer impactos ou desgastes. Para este item funcionar verdadeiramente, deve-se usar a energia de desvio que é desenvolvida pelo Chi, e conseguida através do Chi Kung. Sem este Chi, todos os outros quesitos do Tui Shou não serão completos. 

Ceder - Este é o ponto básico dentro do Tui Shou. Ceder é estar vazio perante o toque do adversário. Quando o adversário tenta lhe alcançar e não consegue um ponto de apoio (uma resistência), ficará desequilibrado, bastando um pequeno toque para que vá ao chão. Na natureza tudo que é duro e rígido se quebra, e o que é macio e flexível, se adapta. Basta lembrar que durante uma tempestade, a árvore que faz resistência se parte ou é derrubada. A que se flexiona (cede) ao vento, permanece em pé. Unindo-se as técnicas de aparar, colar, desviar e ceder, juntamente com o Chi para desvio, o adversário jamais o alcançará e não saberá qual será o seu próximo passo, se sentindo sempre inferior. No avanço, terá a sensação de nunca alcançá-lo. No recuo, sentirá que dispõe de um espaço extremamente curto, e que nunca fugirá ao seu alcance.

 
by Taichirajá I

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Em cada movimento o homem sábio
segue o caminho perfeito".
Lao Tsé

Obrigada pela visita e pelo comentário.
Volte Sempre!